Infinity Safe logo horizontal

PT | EN

CONFLITO NO THE RITZ. AS DISPUTAS DA FAMÍLIA BARCLAY RESULTAM EM ESPIONAGEM DE ALTOS RISCOS

O icônico hotel de Londres, The Ritz, foi vendido no início deste ano por 750 milhões de libras, mas as batalhas legais se seguiram em torno de possíveis escutas.

Sir Frederick Barclay, 85 anos, e sua filha Amanda alegam que seu sobrinho, Alistair, um dos filhos do irmão gêmeo de Frederick, David, havia colocado um aparelho de escuta secreta no conservatório do hotel Ritz que, de acordo com documentos do tribunal, é o local onde Sir Frederick gostava de fumar e passar um tempo com a filha.

Uma pessoa próxima a possível venda do Ritz disse que parecia haver vários processos paralelos em andamento, sendo tratados por diferentes corretores e membros da família. A complexidade ajuda a explicar o desejo de uma das partes espionar a outra.

O juiz da Suprema Corte que supervisionou o caso disse que os erros ocultos renderam “uma riqueza de informações comerciais confidenciais”. Sir Frederick disse que recebeu “uma série de ofertas concorrentes” pelo The Ritz acima de 1 bilhão de libras. Ele disse que uma venda abaixo desse preço dá origem a “novos litígios”.

Em fevereiro, os advogados de Sir Frederick cumpriram Alistair com uma ordem judicial à sua porta. Deu uma semana para ele entregar os frutos do que foi descrito como um “elaborado sistema secreto de gravação”. Isso incluiu mais de 94 horas em arquivos de voz e transcrições.

Um advogado que representa Sir Frederick e Amanda disse que as gravações “capturaram mais de 1.000 conversas separadas durante meses”, incluindo conversas com seus advogados, bem como “banqueiros e empresários”.

Dispositivo de escuta sem fio semelhante.

Ele disse que “um bug separado do Wi-Fi também foi usado”, fornecido pela empresa de investigação privada Quest Global, que “levou 405 horas para ouvir e transcrever as gravações”, mais tarde compartilhadas entre os réus.

Sir Frederick acaba de lançar o vídeo que mostra Alistair Barclay manipulando um dispositivo de escuta no hotel Ritz em 13 de janeiro deste ano. A gravação mostra o Sr. Barclay inserindo um adaptador de tomada, que dizem conter um dispositivo de escuta, em um soquete.

O vídeo em si parece ter sido feito a partir de um dispositivo de câmera escondido em uma prateleira ou mesa, mas os relatórios não são claros se o vídeo fez parte do esquema de espionagem ou se foi feito em nome de Sir Frederick para ajudar a capturar os bisbilhoteiros. Alistair Barclay pode ser visto no final do clipe, aparentemente ajustando a posição do dispositivo da câmera.

Aqui estão algumas lições que podem ser aprendidas com este incidente:

  1. A espionagem eletrônica é uma ameaça atual e ativa.
  2. Conversas privadas podem ser muito valiosas!
  3. Aqueles que foram confiáveis ​​anteriormente, podem não ser mais dignos de confiança.
  4. Locais privados são vulneráveis.
  5. Locais onde as conversas comerciais ocorrem são um alvo.
  6. Mesmo se um dispositivo for descoberto, pode haver mais.

Para prevenir desse tipo de ameaça dois fatores são essenciais: varreduras periódicas e a utilização de aparelhos bloqueadores de gravações, como o Santor UNG52.

Fale com a nossa equipe sobre soluções de contra espionagem que garantirão mais segurança na sua comunicação.

Compartilhe:

Mais artigos:

O perigo oculto do rastreamento de veículos

Imagine que você está dirigindo para o trabalho quando, de repente, recebe uma ligação de…

Compreendendo o Cenário de Interceptação: Uma Análise sobre o Incidente Russo

A crescente digitalização do mundo trouxe inúmeros benefícios, mas também gerou desafios significativos relacionados à…

O novo risco para conselhos corporativos e executivos: Wearables

A tecnologia vestível, como smartwatches e rastreadores de fitness, tornou-se onipresente nos últimos anos. Esses…

Gestão de Riscos Internos: Segurança Empresarial Moderna

uitos de nós já ouvimos falar de termos como fraude, sabotagem e insider trading. 🧐…