Infinity Safe logo horizontal

PT | EN

FBI confirma que comprou o spyware Pegasus do grupo NSO de Israel

O FBI confirmou a compra da poderosa ferramenta do NSO Group, Pegasus, cujo principal objetivo é vigiar jornalistas, dissidentes e ativistas de direitos humanos como já foi estabelecido há muito tempo.

A agência acrescentou em comunicado na última quarta-feira (02) que obteve uma licença limitada da empresa israelense “apenas para teste e avaliação de produtos”, nunca a usando operacionalmente ou para apoiar qualquer investigação.

Mas os críticos se perguntaram por que a principal agência de aplicação da lei dos EUA precisaria pagar pelo acesso a uma ferramenta de vigilância notória que foi amplamente pesquisada por detetives cibernéticos de interesse público se seu interesse fosse tão limitado.

Em novembro, o Departamento de Comércio dos EUA colocou o NSO Group em sua black list, impedindo-o de acessar a tecnologia dos EUA. O NSO Group disse que o Pegasus está programado para não segmentar telefones com o código de país +1 dos EUA, mas cidadãos americanos que moram no exterior estão entre suas vítimas.

Compartilhe:

Mais artigos:

O perigo oculto do rastreamento de veículos

Imagine que você está dirigindo para o trabalho quando, de repente, recebe uma ligação de…

Compreendendo o Cenário de Interceptação: Uma Análise sobre o Incidente Russo

A crescente digitalização do mundo trouxe inúmeros benefícios, mas também gerou desafios significativos relacionados à…

O novo risco para conselhos corporativos e executivos: Wearables

A tecnologia vestível, como smartwatches e rastreadores de fitness, tornou-se onipresente nos últimos anos. Esses…

Gestão de Riscos Internos: Segurança Empresarial Moderna

uitos de nós já ouvimos falar de termos como fraude, sabotagem e insider trading. 🧐…